Posts com a Tag ‘liderança’

Quem deve liderar a transformação digital?

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

 

Estudo da IFS aponta que os diretores de TI estão bem cotados para conduzirem suas empresas rumo à digitalização

As responsabilidades sobre a condução dos processos de transformação digital ainda não estão claras dentro das hierarquias corporativas. Segundo uma pesquisa global da IFS, fabricante de ERPs, ainda há sérias dúvidas a respeito de quem é o líder desses projetos.

De acordo com o levantamento, os diretores de TI levam vantagem. Para 40% dos 500 respondentes do estudo, os CIOs têm a missão de conduzir a empresa rumo à digitalização. Os CEOs vêm logo atrás (39%), seguido pelos CFOs (35%), CTOs (20%) e CMOs (6%).

Uma ressalva se faz necessária: os respondentes frequentemente apontaram a si mesmos como responsáveis pela coordenação desse movimento digital. Assim, o resultado demonstrou que 53% dos diretores executivos consideram a si mesmos responsáveis. O número correspondente de gestores financeiros e de tecnologia foram 69% e 63% respectivamente.

A pesquisa da IFS traz, ainda, outros dados interessantes sobre o assunto, além de algumas afirmações que já se tornam bastante comuns nesse tipo de estudo.

Um exemplo? 40% dos respondentes afirmaram que suas empresas estão despreparadas para a transformação digital, apesar de 86% esperarem que o conceito desempenhe papel-chave dentro de cinco anos.

Alta prioridade, baixa estratégia

Um bom número (76%) de entrevistados indicou que precisará de mais informações sobre a transformação. Outro dado interessante é que muitas empresas nunca foram muito longe na implementação de estratégias: 40% afirmaram que sequer possuem uma estratégia clara para a transformação digital.

Ao serem solicitados para classificar as tecnologias disruptivas e o quão importante estas são para impulsionar a transformação digital nos setores onde atuam, a pesquisa identificou temas como Internet das Coisas, cloud, sistemas cognitivos e de aprendizado de máquinas, wearables, impressão 3D e drones.

 

 

Fonte: http://computerworld.com.br/cdo-cmo-cio-ou-ceo-quem-deve-liderar-transformacao-digital

5G já ameaça os serviços tradicionais em telecomunicações

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

O 5G vai abrir as portas a uma nova vaga de operadoras, que irão trazer disrupção e modificar o cenário dos fornecedores de serviço. É o que diz um novo relatório da consultora Strategy Analytics, “Mobile Service Evolution on the Road to 5G.”

A consultora indica que esses novos players 5G irão competir com os fornecedores de serviço tradicionais criando novos modelos de negócio, com ofertas de serviço dinâmicas e específicas aos casos de utilização.

A próxima geração da tecnologia irá abrir uma série de novos serviços e modelos, alguns dos quais ainda não foram imaginados, diz a Strategy Analytics. Estes players terão a oportunidade de se tornarem nos novos líderes do mercado.

“O 5G não irá apenas melhorar os serviços atuais e permitir novos —também abre as portas para novos líderes de mercado”, afirma Susan Welsh de Grimaldo, diretora do grupo Wireless Operator Strategies da Strategy Analytics e autora do relatório. “Com o 5G, irá mudar quem oferece serviços e como os pacotes de serviço serão construídos, já que a tecnologia permitirá não só novos modelos de negócio para também novos tipos de fornecedores, tais como operadores digitais virtuais (digital virtual network operators, DVNOs) – uma evolução do operador móvel virtual (MVNO)”, refere.

Estes  DVNOs irão capitalizar no “network slicing” de plataformas 5G para criarem novas “fatias” de rede, de forma a oferecerem serviços específicos para alguns segmentos verticais e/ou para consumidores, empacotando o acesso e gerindo o desempenho.

Guang Yang, analista sénior do Analyst Wireless Operator Strategies, lembra que o 5G é parte de dez anos de evolução das redes e serviços do 4G. “O desenvolvimento e implementação do 5G permite a criação de novos serviços, modelos de negócio e players— e irá ocorrer em paralelo a investimentos no 4G /4.5G e Wi-Fi. À medida que os standards e tecnologias para a nova geração evoluem, o LTE 4G e o Wi-Fi vão continuar a serem redes poderosas e ativas na próxima década. . “Ambas oferecem melhorias que irão impulsionar a evolução do serviço paralelamente ao desenvolvimento do 5G development.”

O relatório completo pode ser encontrado aqui. 

Leia mais em http://www.bitmag.com.br/2016/07/5g-vai-trazer-novos-lideres-de-mercado-diz-consultora/#v2BeracTiflyyhUG.99