Arquivo de fevereiro de 2014

Primeiro update do Windows 8.1 chega no segundo trimestre; foco é a interação com o mouse

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Durante uma conferência com a imprensa na Mobile World Congress, a Microsoft divulgou que a primeira atualização do sistema Windows 8.1 vai chegar aos consumidores durante a primavera (algo que, no hemisfério norte, fica entre os dias 21 de março e 21 de junho). O principal foco deste update é a melhoria na interação do sistema, para os usuários que o utilizam da forma tradicional, no bom e velho mouse e teclado.
Entre as novidades estão os novos botões, já vazados anteriormente, assim como interações acionadas apenas pelo mouse. A taskbar faz seu retorno, aparecendo na base da tela quando o usuário usar o scroll do mouse. “Adoramos a interação por telas sensíveis a toque, e nada disto ira impactar nesta experiência”, explicou Joe Belfiore, vice-presidente de Sistema Operacionais da Microsoft. Estas mudanças vem com o objetivo de atender ao público incomodado com as alterações do sistema, que não operam tão bem quando usadas com o mouse e o teclado.
Outra novidade importante do sistema é que a Microsoft pretende “abrir o leque” de opções com o update, alterando os requerimentos básicos necessários para o sistema. Uma das mudanças é que agora aparelhos com apenas 16GB de armazenamento já serão capazes de rodar o sistema.
Segundo a Microsoft, foram vendidas 200 milhões de licenças do Windows 8, sendo que 40% dos aparelhos vendidos com novo sistema, nos Estados Unidos, possuem telas sensíveis a toques. 4 milhões de aplicativos são baixados na loja de apps do Windows, diariamente.
Windows Phone
A Microsoft também falou um pouco da situação de seu sistema para smartphones, o Windows Phone. A empresa anunciou o update que irá possibilitar modelos com dual-sim, além de um novo programa de cooperação com fabricantes, o “Hardware Partner Portal”, que irá auxiliar o protejo e fabricação de aparelhos com o Windows Phone.
O sistema cresceu 91% durante 2013, passando os 10% de participação de mercado em 6 países. O WP já é o terceiro maior SO, segundo a Microsoft, com 245 mil apps disponíveis, sendo que 500 são adicionados todos os dias. Recentemente, vazou o plano da Microsoft de venda da licença do sistema para as fabricantes, onde aparelhos com custo inferior a US$ 250 teriam que pagar apenas US$ 15 para uso do Windows Phone, 70% mais barato que o preço anterior.

Crianças aprendem a navegar na internet antes de saber amarrar cadarço

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Ver uma criança de com até dois anos de idade brincando com um celular tornou-se algo comum. A chamada geração Alpha, de crianças nascidas depois de 2010, é principalmente conhecida por interagir com a tecnologia desde o nascimento. Segundo uma pesquisa da AVG Technologies, 57% das crianças de até cinco anos sabem usar aplicativos em smartphones, mas somente 14% sabem amarrar os sapatos.

Por trás dessa intimidade com a tecnologia, existem riscos de segurança que muitos pais ignoram. Além do perigo da aproximação de estranhos com as crianças por meio da internet, malwares podem ser prejudiciais aos computadores e dispositivos móveis e permitem o roubo de dados pessoais dos usuários.
“Por mais que a criança saiba mexer no dispositivo, ela não consegue diferenciar o que é bom e o que é ruim. Se alguma página em que ela entrou pedir o número de telefone, ela não vai saber o porquê desse pedido”, exemplifica o especialista de segurança da Symantec Nelson Barbosa. Neste momento, os pais não podem deixar de saber o que a criança está fazendo. “Não existe um malware específico para atingir crianças, vai depender do comportamento dos pais. E muitos têm o hábito de emprestar seus tablets e smartphones para distrair os filhos sem monitorá-los”, diz o diretor da McAfee José Matias Neto.

A superexposição dos filhos em redes sociais também traz riscos de crimes virtuais, sequestro de dados e malwares. Muitos pais registram fotos de cada momento da criança, desde um ultrassom até detalhes do dia a dia, incluindo os lugares onde ela foi e a escola em que estuda. O compartilhamento nas redes sociais pode parecer natural e refletir a empolgação dos pais com os filhos, mas ser cauteloso é essencial para evitar problemas.

Confira dez dicas para proteger seus filhos na internet:
1. Antes de postar fotos do seu filho ou criar um perfil para ele nas redes sociais, considere a idade dele e pense se você está fazendo isso por você ou por ele. Seu filho vai entrar na vida digital de qualquer maneira, vale a pena antecipar?

2. Antes que a criança entre no mundo digital, converse com ela sobre os perigos, ensine-a sobre o que é seguro ou não compartilhar e reforce que ela não deve conversar ou marcar encontros com estranhos.

3. Vale também ensiná-las a não enviar nenhum dado pessoal por SMS ou e-mail sem ter certeza de quem é o destinatário.

4. Defina quanto tempo e em qual momento do dia é ideal para seu filho ficar conectado.

5. Bloqueie conteúdos impróprios relacionados a sexo, drogas, entre outros. Muitos programas possuem ferramentas para isso, como a SafeSearch, do Google.

6. Tenha um software de segurança em todos os seus dispositivos e mantenha-o atualizado. Na hora de escolher, opte por um que tenha funções de controle parental.

7. Além do computador, controle a navegação no smartphone e no tablet. Isso pode ser feito checando o histórico dos navegadores.

8. Monitore as conversas nos programas de mensagens instantâneas e certifique-se de que eles podem bloquear o seu número de telefone, endereço de e-mail ou qualquer outro dado pessoal.

9. Se mantida aberta, a conexão Wi-Fi pode ser uma porta de entrada para cibercriminosos. Crie senhas seguras para o Wi-Fi, sem utilizar palavras comuns, data de aniversário, número da casa, entre outras senhas previsíveis.

10. Fique atento quando a criança usa outros dispositivos, como Smart TVs e consoles de games, que se conectam à internet e possuem chats de bate-papo.

Terra

Maior ataque DDoS da história atinge servidores da CloudFlare

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Um ataque DDoS (ou ataque de negação de serviço) de grandes proporções atingiu servidores europeus e norte-americanos da empresa CloudFlare, responsável por uma rede de distribuição de conteúdo. De acordo com o CEO da companhia Matthew Prince, o volume total de tráfego chegou a incríveis 400 gigabits por segundo, tornando este o maior golpe do tipo já visto na web.

O ataque teve como alvo inicial um dos clientes do serviço, não nomeado, e usou reflexão do Network Time Protocol (NTP) para aumentar sua amplitude. O protocolo é usado para sincronizar horários entre diferentes computadores pela rede, e o método do ataque faz pedidos falsos de sincronização aos servidores NTP, sempre usando o “nome” da vítima. Dessa forma, um fluxo enorme de respostas inunda o site-alvo – mais ou menos como demonstrado neste diagrama simples, do The Hacker News.
A adoção da técnica é relativamente recente, mas ela de certa forma lembra os ataques baseados em DNS. O método foi utilizado no último “maior ataque DDoS” registrado, que atingiu servidores da Spamhaus, e consiste em forjar solicitações de buscas por endereços DNS usando a “identidade” do alvo e uma botnet. Os pedidos são enviados a servidores abertos, e todo tráfego gerado pelas respostas é redirecionado à página atacada. A sequência é mais ou menos a que está mostrada nesta ilustração divulgada pelo SecurityAffairs.

De acordo com o site ArsTechnica, o volume de tráfego gerado pelo ataque baseado em NTP é proporcionalmente menor do que o em DNS. Mas ao mesmo tempo, há cerca de 3.000 servidores públicos que respondem a solicitações NTP, bem menos protegidos, o que permite aos atacantes fazerem mais e mais pedidos de sincronização. E a tudo isso, ainda se soma isso a existência de uma vulnerabilidade que facilita a amplificação dos pedidos.

No entanto, evitar os ataques do tipo não é tão complicado assim, como afirma a própria CloudFlare. Atualizar os servidores NTP públicos para a versão 4.2.7, que substitui o comando problemático, é uma das soluções para os administrados, e ainda há outras listadas em um post no blog da empresa.

Gustavo Gusmão, de INFO Online

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

HP Partner TV

Melhora da internet móvel virá com aumento da demanda, diz Nokia

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

A demanda por Internet móvel no Brasil ainda tem forte potencial de expansão, mas a melhora na qualidade do serviço virá com o aumento da procura, disse nesta quarta-feira à Reuters o diretor de marketing e comunicação da Nokia Solutions and Networks (NSN), Abdallah Harati.

Fornecedora de infraestrutura de rede para as principais operadoras brasileiras, a finlandesa NSN opera em mais de 120 países e teve vendas globais de cerca de 11,3 bilhões de euros em 2013. No mundo, a empresa tem market share de 19 por cento no mercado de LTE (4G).
Na opinião de Harati, todas as operadoras estão trabalhando para melhorar a eficiência e qualidade dos serviços de Internet móvel no Brasil. “Sofro com isso todos os dias, pois sou um viciado em banda larga móvel. (…) Já trabalhei no mundo inteiro, e o que acontece no Brasil é a prova do crescimento, da necessidade”, declarou, em entrevista no chat Trading Brazil da Thomson Reuters.

Segundo ele, o aumento da demanda motiva mais investimentos. “O mercado acompanha a necessidade das pessoas. Hoje, para muita gente, TV HD é uma necessidade. Muitos anos atrás, a Internet discada era excelente. Hoje, a necessidade começa na casa dos megabytes”, completou.

Segundo o executivo, é normal que o 4G ainda não esteja disseminado no Brasil, já que se trata de uma tecnologia recente. De acordo com Harati, o país tem 35 por cento de smartphones 3G no mercado, número ainda pequeno comparado com outros países emergentes.

Na opinião de Harati, o aumento da demanda também será impulsionado pelas possibilidades de negócio a serem exploradas pelas OTTs (aplicativos) e operadoras virtuais da telefonia móvel (MVNO).

“O Brasil ainda tem uma demanda muito reprimida de banda larga móvel. Isso dá espaço para crescimento. A maioria dos acessos no Brasil ao Facebook são por terminais móveis – smartphones e tablets”, disse.

A NSN projeta que em 2020 cada usuário vai consumir 1 GB por dia em dados de banda larga móvel. Atualmente, esse consumo está em menos de 100 MB por dia.

Confira 10 hábitos tecnológicos que deveriam ser abandonados

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Infelizmente, os equipamentos tecnológicos não possuem manuais de bom senso. Por conta de hábitos que irritam e que deveriam ser abandonados, a revista americana Time elencou cinco maneiras para evitar essas situações e melhorar sua relação com seus novos aparelhos de tecnologia. Além disso, incluímos mais cinco dicas sobre o assunto. Confira:

Falar alto ao telefone em público
As outras pessoas não se importam com a sua vida, se seu chefe é horrível, com seus problemas de relacionamento com seu namorado ou se seus amigos fizeram uma coisa estúpida. Ou seja, se você está tendo uma conversa durante uma caminhada até o elevador, coloque a outra pessoa em espera ou ligue para ela mais tarde, e de longe evite ser a pessoa mais odiada no trem ou no seu prédio.
Tirar fotografia com tablet
Em um recente comercial, a Apple tentou fazer com que o desagradável ato de tirar fotos com o tablet fosse tido como “legal”. Não seja a pessoa segurando um iPad que bloqueia a visão de outras 60 pessoas atrás, só para fazer uma foto embaçada.

Monopolizando o wi–fi público
Você está sentado em seu café favorito, com wi-fi gratuito, e você pensa consigo mesmo que este é um bom momento para recuperar o atraso de seu programa favorito na Netflix. Você se tornou a encarnação humana do egoísmo.

Compartilhamento de fotos sem a permissão
​Você se senta em sua casa para se ​​recuperar da festa que você foi na noite anterior, um amigo te pergunta por que você não compareceu a um determinado programa, que ele tinha convidado. Você inventa uma desculpa e diz que trabalhou até tarde. Sem o seu conhecimento, o amigo cuja festa que você realmente foi marcou você em uma foto no Facebook, que agora está em seu mural para todo o mundo ver. Postar fotos sem permissão é uma grave violação do contrato social não escrito.

Mensagens de texto gratuitas durante conversas na vida real
Você e eu estamos tendo uma conversa profunda sobre algo e você me responde com mensagens de texto. Se você cometeu esta grave violação, por favor, peça desculpas àqueles que você magoou. As pessoas continuam a existir de uma forma tangível, ainda tem sentimentos. Seja cortês. Seja atencioso.
Checar a tela do celular no cinema
Qual motivo você teria para checar seu e-mail no meio de um filme no cinema com seus amigos ou sua namorada ou namorado? O que pode ser mais importante do que ter um momento de prazer com pessoas queridas ou que o desfecho de uma história inédita? Tudo tem sua hora.

Fotografar e postar pratos em restaurantes
Você está em um restaurante maravilhoso com sua família ou amigos, as pessoas já sabem disso por que você marcou esse evento no Facebook. Mas não foi suficiente, você tem que postar todos os pratos que comeu naquele dia. Menos, né?

Vingança digital
Você brigou com alguém e durante semanas fica mandando mensagens indiretas e diretas que vão encher o mural dos seus outros 500 amigos no Facebook. Entenda, ninguém se importa com a sua vida pessoal, direcione melhor seus textos de vingança.

Encher a caixa dos amigos de mensagens motivacionais ou “filosóficas”
Seus amigos gostam de você, mas isso não significa que eles gostem de tudo que você gosta ou que eles querem receber aquela mensagem religiosa 300 vezes por dia. Pega leve nas correntes com promoções, frases e slides de autoajuda.

Usar as redes sociais como plataforma para radicalismos políticos
Novamente, nem todo mundo tem a sua opinião ou posicionamento político. Viva as diferenças! Não obrigue seus amigos e conhecidos a excluírem seu perfil nas redes por conta de comentários preconceituosos, memes chatos ou mensagens que dão audiência para pessoas idiotas que estão em alta na mídia.

Falha no Java deixa computadores abertos a ataques de hackers

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Um novo vírus nos sistemas operacionais Linux, MAC OS e Windows, foi identificado nesta quinta-feira e deve chamar a atenção de seus usuários para possíveis invasões em seus computadores. Segundo os especialista da Kaspersky Lab, que identificaram o vírus, por meio de uma falha no Java os criminosos podem usar uma vulnerabilidade e transformar as máquinas em “zumbis”, usando remotamente para acessar e atacar outros sites e servidores online.

A falha CVE-2013-2465 permite ao hacker adicionar um malware que é copiado no diretório do usuário e executado no sistema operacional. Depois de instalado, o vírus aparece com o nome “jsuid.dat” e possibilita o acesso completo ao computador. Após instalado, o bot é controlado por meio do Irc e usa o framework PircBot para melhorar a comunicação.

Ataques com computadores em modo zumbi são utilizados para avançar contra grandes empresas e governos, como aqueles realizados ao site do Petrobras e da Receita Federal em junho de 2011, na técnica conhecida como ataque distribuído de negação (DDoS).

Após instalado, dificilmente os usuários sabem que sua máquina está sendo utilizada como zumbi, como afirma Fabio Assolini, analista sênior de malware da Kaspersky Labs no Brasil. “As pragas digitais feitas por cibercriminosos mais experientes são programadas para passar desapercebidas no computador infectado da vítima”, disse o executivo.

Para evitar problemas com o Java o especialista deixa como dica atualizar o Java e use bom anti-vírus, ou caso não o use, pode desinstalar o programa.

“Em 2012 registramos que 50% de todas tentativas de infecção feitas pela internet exploravam alguma falha do Java para infectar os internautas, isso se passa porque muita gente não o atualiza. Para usuários que não precisam do Java para nada recomendamos que o desinstale”, explica Assolini. “Basta que o usuário tenha um bom programa anti-vírus e mantenha o Java sempre atualizado”, completa.

Procurada pelo Terra, a Oracle não se posicionou sobre a falha no programa.

Confira 10 dicas para melhorar a vida útil do computador

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Não tem dinheiro neste momento para comprar um computador e precisa adiar a troca por um novo? Então o melhor é deixar a manutenção do seu aparelho em dia, de acordo com informações das fabricantes. Segundo a Microsoft, o seu computador e o seu carro têm algo em comum: ambos precisam de manutenção regularmente. Medidas como atualizar o seu software, manter atualizada a assinatura do seu antivírus e verificar a presença de programas-espiões (spyware) podem contribuir para aumentar a vida útil do aparelho.

Confira 10 dicas para manter seu computador inteiro por mais tempo:

1- Coloque-o em em local com ventilação adequada
De acordo com Fernando Soares, gerente de consumo da HP, os usuários devem manter o computador em ambientes com ventilação adequada, evitando o superaquecimento da máquina. Em geral, computadores toleram bem uma temperatura de até 45ºC, mas em locais fechados e com pouca ventilação, a temperatura pode ficar acima dessa marca, comprometendo o produto. “Essa temperatura alta de imediato não vai provocar problemas, mas em longo prazo vai causar um desgaste adicional ao aparelho”, conta.

2- Limpe a máquina
Como todos os itens de uma casa, os computadores também devem passar por limpezas periódicas para evitar o acúmulo de poeira que pode comprometer a vida útil da máquina. “É sempre bom fazer a limpeza para evitar a acumulação de poeira, que é mais comum em computadores fixos do que em notebooks”, diz Fernando. A gordura da pele do usuário também costuma atingir a máquina e por isso a higiene do computador é necessária, para evitar que essa sujeira comprometa os sistemas do aparelho.

3- Atualize o software
Segundo a Microsoft, é importante que o usuário inscreva-se para receber avisos de atualização de software por e-mail assim que adquire o computador. “Muitas empresas de software avisam o cliente por e-mail sempre que uma atualização de software estiver disponível. Isso é especialmente importante para o seu sistema operacional, o seu programa antivírus e o seu firewall”, diz a empresa.

A empresa afirma ainda que é importante registrar o software, pois essa é outra maneira de o fabricante avisar quando houver novas atualizações disponíveis. A atualização constante do sistema operacional impede que softwares maliciosos se alojem no sistema e comprometam segurança e a vida útil do computador.

4-Tenha cuidado com a bateria
De acordo com a fabricante Lenovo, fazer corretamente a primeira recarga da bateria é fundamental para que a carga seja prolongada. “Ela garante ao acessório o reconhecimento real da capacidade de armazenamento de energia. A recomendação é que a carga inaugural de notebooks e netbooks seja de 12 a 24 horas na tomada”, diz a fabricante. Manter a bateria fria e nunca deixar o equipamento com a bateria no carro ou exposto ao sol também são medidas simples que evitam a elevação da temperatura do acessório e a diminuição do funcionamento.

5- Retire os arquivos temporários
“As pessoas acham que a máquina vai ficando mais lenta com o tempo porque tem menos memória para trabalhar, mas se forem retirados corretamente os arquivos que não estão em uso, diminui muito a parte da memória comprometida”, diz Soares. Segundo ele, muitas vezes os usuários instalam um programa no computador para usar rapidamente e depois apenas deletam o arquivo, achando que assim a memória não estará comprometida. No entanto, o ideal é seguir as orientações do fabricante ao desinstalar um software para garantir que serão retirados da máquina todos os arquivos, os principais e secundários, que foram instalados com o programa.

Para evitar ainda que algum arquivo não utilizado permaneça no computador ocupando espaço é importante que periodicamente seja feita uma retirada dos arquivos temporários. “Apagar arquivos que não são utilizados há muito tempo é uma boa maneira para manter a memória livre e a máquina mais rápida”.

6- Evite quedas
O transporte seguro dos computadores de maneira a minimizar as quedas e os choques tende a maximizar a vida útil dos computadores. “Especialmente no caso de notebooks, nem sempre os usuários carregam adequadamente o computador, muitas vezes deixam a máquina cair no chão e essa falta de cuidado compromete o aparelho”, diz o gerente de consumo do HP.

7- Faça o backup dos seus arquivos
A Microsoft afirma que fazer o backup (cópias de segurança) dos seus arquivos que possam ser usadas em caso de perda dos originais por apagamento acidental, corrupção dos dados, acidentes naturais, queda de energia, dentre outros fatores.

8- Mantenha o antivírus atualizado
A Microsoft recomenda uso da ferramenta de verificação antivírus regularmente para procurar vírus e similares que possam estar presentes no computador e que por consequência venham a comprometer o comportamento da máquina. Além disso, é preciso checar no manual do seu programa antivírus se é possível programar uma verificação automática.

9- Altere as senhas com frequência
Segundo a Microsoft, os usuários devem alterar as senhas de preferência mensalmente para reduzir os riscos de que outras pessoas acessem o seu computador. A empresa recomenda também que as senhas sejam escolhidas com cuidado e que sejam fortes, que não tenha dados previsíveis como nome, data de nascimento, idade. As senhas ideais têm muitos caracteres, próximo a 12, e devem conter letras maiúsculas, minúsculas, números e símbolos.

10- Faça manutenções periódicas
Manutenções realizadas regularmente, com marcações na agenda ou no calendário online e, se não for possível cumprir na data marcada, que sejam reagendadas. “Lembre-se, você não está apenas ajudando a melhorar o seu computador, mas também a proteger as suas informações pessoais”, diz a Microsoft.

Terra