Posts com a Tag ‘programas instalados’

Gerenciando os programas que inicializam com o Windows 8

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Alguns programas instalados no Windows, são configurados para inicializar junto com o sistema,em segundo plano. Antivírus,drivers de dispositivos e programas que atualizam automaticamente são exemplos de itens que inicializam com o Windows, além de outros programas menos essenciais.
Para gerenciar esses itens, utilizávamos uma ferramenta chamada Utilitário de Configuração do Sistema, ou simplesmente “msconfig”, existente desde o Windows 95 até o Windows 7. A partir do Windows 8, esse papel passou a ser desempenhado pelo Gerenciador de tarefas e não mais pelo msconfig.
Ao abrir o Gerenciador de tarefas no modo completo, temos, dentre outras, a guia Inicializar, que relaciona todos os itens que inicializam com o sistema.
Através de colunas é possível identificar rapidamente o nome do programa, fornecedor, se ele está ativado ou desativado e, principalmente, qual o impacto desse programa na inicialização do sistema.
Ao clicar com o botão direito do mouse sobre uma das colunas, podemos exibir colunas adicionais que exibem ainda mais detalhes sobre os programas listados. Esses detalhes incluem o tipo de inicialização, a atividade em disco no momento da inicialização, o uso de CPU, se o programa está em execução nesse momento, desde quando o programa está desativado e a linha de comando utilizada para lançar o programa.
Após uma análise cuidadosa, o usuário poderá decidir desativar os itens que causarem um maior impacto na inicialização do sistema, isto é, itens que deixam a inicialização mais lenta. Basta selecionar o programa que se deseja desativar e clicar no botão Desabilitar na parte inferior da janela.
No entanto é preciso ter cuidado para não desativar programas realmente necessários como um software antivírus ou o driver de algum dispositivo. De qualquer forma, se algo der errado ao desativar um programa, basta retornar ao gerenciador de tarefas e ativá-lo novamente.

Considerações finais

O gerenciamento de itens da inicialização não somente mudou de lugar como também ganhou novas funções, como a possibilidade de exibir mais informações sobre cada programa, o que antes só era possível com programas de terceiros.
Além de facilitar a tomada de decisão do usuário na hora de desativar algo que esteja deixando a inicialização mais lenta, as informações extras podem facilitar a identificação de malwares que tentam se passar por processos do sistema.
Com a mudança de lugar, essas configurações ficaram em um local visível e de fácil alcance. Com isso até mesmo usuários menos experientes poderão encontrá-la facilmente, seja por conta própria ou por orientação de outra pessoa mais experiente.