Avanço da tecnologia no Brasil acontece com estudantes !

Um grupo de estudantes do Inatel criou uma plataforma de Internet das Coisas online e gratuita, a Taurus System, que permite ligar qualquer hardware à Internet utilizando microcontroladores como placas Raspberry Pi ou Arduino e até mesmo planilhas de Excel para enviar dados.

Criado por Leonardo Gonçalves, José Carlos Costa Júnior e Guilherme Cassemiro, estudantes de engenharia de Telecom e engenharia de automação, o projeto teve como inspiração a plataforma romena Device Hub e serviria inicialmente para automação.

No entanto, os desenvolvedores perceberam que poderiam alcançar outras verticais, como agricultura, comércio e smart cities. Em um dos testes, uma fazenda de plantação de café usou o Taurus System para controle de temperatura em um secador de café, explicou Leonardo Gonçalves a MOBILE TIME. O teste deu certo e está em uso há dois meses.

Agora, o grupo com os três estudantes se chama AlfaTech. Eles passaram por um processo de pré-incubação na Inatel e começam a procurar parcerias para desenvolver a plataforma. Uma delas, já fechada, é com a Escola Técnica Estadual (ETE) de Santa Rita do Sapucaí, cidade a 406 km de Belo Horizonte que possui campus do Inatel. O AlfaTech será apresentado para alunos do último ano do curso técnico de eletrônica.

Para o futuro, Gonçalves explica que o AlfaTech estuda manter o Taurus System com dois modelos: um gratuito para até dez equipamentos; e outro premium, para clientes que buscarem ter uma consultoria com a empresa. Outra forma de monetizar que os estudantes vislumbram com a plataforma será uma loja virtual, com manuais para criar e conectar objetos à IoT. Contudo, o desenvolvedor ressalta que o intutito será continuar com a plataforma gratuita.

O Taurus System pode ser acessado por qualquer dispositivo (smartphone, tablet ou PC). Para tanto, o usuário pode enviar e-mail ao grupo – pedindo login, número serial e senha – ou se registrar no site. Atualmente, o sistema da AlfaTech consegue acessar gráficos de aparelhos e sensores conectados à plataforma, como sensor de umidade relativa do solo, sensor de temperatura e sensor de luz. Nas próximas atualizações, o sistema deve ganhar gráficos responsivos e temporizador para fazer tarefas.

 

Fonte: http://www.mobiletime.com.br/30/05/2016/

estudantes-de-minas-gerais-criam-sistema-gratuito-de-internet-das-coisas/440482/news.aspx

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário